quinta-feira, 7 de abril de 2011

suponho

minha boca seca
meu olhar que seca
o teu corpo solto
e teu cheiro sinto

minha mão sedenta
meu querer sensato
o teu jeito santo
de sozinho ser

minha vontade sóbria
fazendo suposição
quem sabe suspender
: sanar solidão

Carla Cardoso


4 comentários:

  1. a solidão e o seu manto, desvelar


    beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Assis... muito grata pela visita do autor de tão belos poemas!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. olá flor... legal seu blog...muito bom mesmo seus escritos.... e fico feliz de saber que meus e-mails estão sendo divulgados... me add no msn depois: carolgarcia.m@hotmail.com...

    Abraço...

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir